Bacardi Brasil agora tem rum sabor abacaxi

27 mar

Bacardi1-294x1024

Bacardi Brasil apresenta o primeiro rum sabor abacaxi do Brasil: Bacardi Big Pineapple. O lançamento, com foco no Rio de Janeiro e Minas Gerais, é sucesso de vendas nos Estados Unidos, principal mercado para bebidas saborizadas.

Bacardi Big Pineapple é a extensão da linha de rum saborizado. A Bacardi já oferece em seu portfólio Bacardi Big Apple, rum com sabor de maçã verde e relança o Bacardi Big Lemon, rum com sabor de limão.

“Em linha com nossa estratégia, decidimos apostar em mais um produto inovador para difundir o rum com sabor. A Bacardi Brasil, no segmento de rum com sabor, representa hoje o segundo país no ranking global da Bacardi”, afirma Leandro Medeiros, diretor de marketing da Bacardi PUB – Paraguai, Uruguai e Brasil. “O Brasil é uma das regiões foco para a companhia globalmente e vamos investir localmente para oferecer um mix de produtos inovadores aos consumidores das nossas marcas”, conclui o executivo.

Bacardi2

 

Pepsi cria lata inspirada no festival de música Lollapalooza

26 mar

Pepsi

A Pepsi criou uma lata temática para o festival de música Lollapalooza. A embalagem traz o logotipo do evento e tem um design mais clean.

O evento acontece nos dias 5 e 6 de abril no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e contará com atrações internacionais como New Order e Arcade Fire, Muse e Phoenix, além de bandas nacionais como Raimundos e Cone Crew Diretoria, entre outras.

AC/DC lança cerveja em barril de 5 litros no Brasil

25 mar

ACDC

Lançada no Brasil em agosto do ano passado em latas de alumínio, a cerveja da banda de heavy metal AC/DC agora terá uma versão em barril de 5 litros.

A bebida, produzida pela cervejaria alemã Karlsberg, terá edição limitada no Brasil: apenas 300 unidades. Os barris serão vendidos na loja oficial da banda no Brasil (AC/DC Brasil Store).

Fonte: Embalagem Marca

Drinks inspirados em personagens da Disney

21 mar

Personagens da Disney + drinks = como não pensaram nisso antes?

Como vocês já devem saber, os personagens de Walt Disney já inspiraram muita coisa (até vidro de perfume!). Agora é a vez de os ~cocktails~ ganharem a cara de alguns dos personagens mais famosos da Disney! A ideia é de Cody, um bartender e fotógrafo que decidiu criar alguns drinks inspirados tanto nas princesas Disney, como nos vilões de diversas histórias. Os drinks ficaram INCRIVELMENTE lindos!  (e dá vontade de fazer todos em casa) Veja abaixo as criações de Cody e confira os ingredientes necessários para cada um dos drinks.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já pode experimentar TODOS e sair rolando pela sarjeta?

Apesar de apresentar os ingredientes na imagens, acertar as proporções é uma tarefa difícil para o entusiasta de uma bebidinha temática que deseja reproduzir os coquetéis de forma fiel. Por isso Cody fez uma parceria com o canal Tipsy Bartender, que já ensinou a receita dos drinks da Pequena Sereia e da Bela Adormecida.

Para conhecer outras criações de drinks feitas por Cody, acesse a página dele no Facebook.

Fonte: Comunicadores e Garotas Geek

Brasileiro lança guia de cervejas artesanais brasileiras baseado na cor

20 mar

Com 202 rótulos de 44 cervejarias nacionais, Beertone Brasil será vendido por R$ 49. Criador do guia, Alexander Michelbach já fez a edição da Suíça, onde mora, e trabalha na da Alemanha.

 

9is383sl04exmgiyzungw07es

 

Escolher a próxima cerveja como você escolhe a cor da parede do seu quarto ou da sala. Com 202 rótulos de 44 cervejarias nacionais, o Beertone Brasil, guia baseado nas cores das bebidas, chegou ao País neste mês, após uma bem-sucedida primeira edição na Suíça, lançada em abril do ano passado.

Apesar do primeiro guia contemplar 202 cervejas suíças, o criador do Beertone não é de lá. Nascido em São Paulo, mas atualmente em St. Gallen a trabalho, Alexander Michelbach, de 35 anos, diz que escolheu se dedicar às loiras do país europeu por conta do fácil acesso.

 

CERVEJA NO TRABALHO ORIGINOU A IDEIA

O diretor de arte trabalhava em alguns “projetos com prazos estourados” quando resolveu pegar uma cerveja na geladeira da agência. Foi assim que ele teve a ideia. “Pensei se isso existia, procurei e vi que não existia um guia de cervejas ordenado pela cor. Achei que seria interessante, montei um esboço de como eu imaginava, fiz umas montagens e mandei para amigos e para o meu irmão. Perguntei se eles achavam viável ou se era uma loucura que a gente nunca conseguiria fazer. Eles gostaram, começamos a planejar no dia seguinte.”

Michelbach, que se mudou para a terra de Roger Federer em 2008, conta que no início tudo não passava de um protótipo e que ele, na companhia de um amigo chamado para ajudar, lançou, em novembro de 2012, um site “só com duas páginas, contando um pouco da história”. A reviravolta, de acordo com o diretor de arte, veio quando blogs dos EUA, lar de uma já considerada grande escola cervejeira, tomaram conhecimento do trabalho.

“Alguns blogs acharam e começaram a publicar. Começou um ‘eu quero, eu quero, eu quero’, então montamos um sistema de pré-venda para financiar projetos, esquema Kickstarter (conhecido site de financiamento coletivo), e como toda produção foi feita na Suíça, os custos são razoavelmente altos. Os EUA são o país para quem a gente mais vende”, afirma.

Depois da experiência suíça, era a vez das cervejas artesanais do país natal. “Eu queria fazer do Brasil desde o começo, mas a distância era uma dificuldade. Quando eu vim para cá em dezembro [de 2013], eu já tinha iniciado os convites para as cervejarias, apresentando o projeto e se eles tinham interesse. Todas responderam no prazo de duas semanas, ninguém falou ‘não’”, diz o diretor. Marcas como Colorado, Wäls, 2Cabeças, Dama Bier, Dortmund e outras estão no guia.

Cada “página” traz um rótulo, a cervejaria responsável, sua cor de acordo com as escalas SRM (Standard Reference Method) e EBC (European Brewer’s Convention), o IBU (índice que mede o amargor da cerveja) e QR-Codes que dão acesso à plataforma mobile do projeto.

Além dos eventos de lançamento em quatro cidades – São Paulo, Santo André, Blumenau e Rio–, Michelback espera comercializar o Beertone Brasil em livrarias. “É um dos nossos principais pontos de venda na Suíça”, explica. Cada guia custará R$ 49, mas uma edição especial acompanhada de uma garrafa de alumínio está sendo trabalhada, ainda sem preço definido. O número de rótulos – 202 – não é superstição. “Na edição suíça, listamos 201 cervejas, mas no último momento apareceu uma. Aí ficaram 202. Notamos que se aumentar muito, vai ficar tão grosso que dificulta o manuseio, esse é o tamanho ideal para não ficar muito grande.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: