I’m back!

10 mar

Pois é, já estava ensaiando esse post desde o ano passado, depois de ter feito um curso de WordPress, mas ainda não tinha voltado a vontade 100%.

Até que finalmente esse dia chegou! Na verdade fiquei pensando em como poderia voltar, fiquei em busca de algo que fosse perfeito, mas percebi que se fosse ficar buscando a perfeição, não sairia o post novamente!

Então está sendo de sopetão mesmo!

Tudo parou em 2011, quando começou o carnaval e fui viajar, e o que era para voltar na quarta feira de cinzas acabou adormecido por 3 anos.

Agora com mais experiência de copo e goles (ops!) pretendo trazer novidades mais focado em cervejas, mas sem deixar os destilados e os não-alcoólicos, claro!

Tem gente que já ergueu bem mais copos do que eu, mas o foco do blog é justamente mostrar novidades para quem ainda está se aventurando em cervejas artesanais e importadas ou quer sair do whisky com energético (por favor, parem de beber isso).

Por enquanto o blog está em fase de testes ainda, pretendo deixar o layout mais moderno e ter posts diários as 19h. Mas tudo pode mudar!

Então, conto com o apoio de amigos e apreciadores de uma birita, que é isso que vai fazer o blog ir pra frente!

Aproveitem e curtam a página no facebook e sigam no twitter.

Jack Daniel’s em Long Neck

24 fev

O legendário uísque Jack Daniel´s Old Nº7 chega ao mercado americano em garrafas de alumínio de 350 ml. A novidade também está nos sabores. A bebida está disponível nos sabores uísque e cola e uísque e gengibre.

Pela primeira vez a marca vai oferecer bebidas prontas em garrafas de alumínio. A embalagem single-serve apresenta o rótulo ícone de Jack Daniel´s Tennessee. “Com o lançamento da bebida pronta para beber nos Estados Unidos, nós queremos oferecer as consumidores uma solução refrescante e conveniente para saborear a sua bebida favorita em mais ocasiões de consumo”, afirma Joseph Carvajal, gerente de marketing Estados Unidos da Jack Daniel´s.

Fiquei curiosa a respeito dos sabores, principalmente o uísque com gengibre, parece ser muito bom!

Se fosse no Brasil, seria uísque com guaraná ou uísque com água de coco.

parte do texto retirado do Blog da Pack.

 

Guaraná Guaranita

23 fev

Hoje o post é dedicado a minha amiga Valérinha, que foi ela quem trouxe essa delícia de guaraná!

Apresentando o guaraná Guaranita, um dos melhores guaranás do mundo!

Guaranita é fabricada na cidade de Passa Quatro, no sul de Minas, pela fabricante Cibal.

Guaranita é feito de água mineral e possui um sabor todo particular.

Ao beber, você percebe a diferença que faz a água mineral em sua composição. É um guaraná mais leve e na minha opinião possui mais gás que os refrigerantes normais, apesar de ler opiniões que dizem que é ao contrário, que possui menos gás e que essa sensação de ter gás e da leveza vem da água mineral.

Para perceber a diferença, tome um copo de Guaranita e depois beba de um refrigerante normal. A diferença de sabor é gritante! O guaraná tradicional parece não ter sabor perto do Guaranita.

Tem tiver a oportunidade, experimenta! É muito bom, tem gosto de infância e se saborear bem, no fundo vai sentir um gosto de groselha também.

A Valérinha encontra o guaraná na cidade de Paraibuna, no pé da serra que vai para o litoral norte, e já é o segundo ano que traz para bebermos!

Quem tiver a oportunidade beba e leve umas 20 garrafas pet para casa, pois vai sentir saudade!

Se alguém mais souber onde encontrar esse guaraná, por favor me avise, pois até hoje só sei que encontra em Paraibuna e em Passa Quatro, onde é fabricado e infelizmente é longe da minha cidade.

Me deu sede e saudade. =/

Bombay Sapphire cria garrafa com 10 mil cristais Swarovski

22 fev

luxo é pouco, não?

O gim Bombay Sapphire, distribuído pela Bacardi, criou uma edição exclusiva com apenas quatro garrafas de 1 litro decoradas com cristais Swarovski.

Cada embalagem contém 10 mil cristais de quatro diferentes formatos e cores.

As pedras foram coladas uma a uma! Que trabalhão que isso não deve ter dado!

As garrafas são protegidas em um estojo especial de couro branco e as 4 unidades ficaram à venda no terminal 1 do aeroporto de Sydney, Austrália e permaneceram em exposição até o dia 6 de janeiro.

Cada garrafa custa 4 mil dólares australianos – aproximadamente 6,8 mil reais, ou seja, uma bagatela de cerca de 11 mil reais!

Agora uma curiosidade: tem gim dentro ou é apenas para decorar o barzinho? rs

Porque a Bacardi usa o morcego como símbolo

21 fev

A primeira vista, é estranho pensar que um animal noturno e que até represente algo “das trevas” seja símbolo de uma bebida. E até um pouco nojento também.

Aliás, acho que tem muita gente que deve estar notando agora que é um morcego o símbolo da Bacardi.

Fiquem tranquilos. Eu só fui reparar quando vi uma notícia no twitter da própria Bacardi. (@bacardibrasil)

E cá entre nós, é um morcego muito bem feito! Nada parecido com os verdadeiros mamíferos voadores. Deve ser por isso que muita gente ainda não tenha reparado, mas depois que nota, entende perfeitamente que ali está o animal de asas abertas sobre um círculo vermelho e dourado.

Enfim, vamos ao que interessa!

Por que?

Tudo começou quando Don Facundo Bacardi Massó, um espanhol que vivia em Cuba, comprou uma destilaria em 4 de fevereiro de 1862 e fucndou a Rum Bacardi y Compañia.

A destilaria além de possuir velhos alambiques feitos de cobre e ferro para destilar rum, barris de envelhecimento, tanques de fermentação, tinha também uma colônia de morcegos que viviam nas vigas da velha casa.

Ai você vira e me diz caro leitor:  Poxa, li todo esse texto só pra saber que tinha um monte de morcego em uma casa velha?

Mojitos by Bacardi

Não não…

Na verdade quem teve a idéia de usar o morcego como marca registrada foi a mulher de Don Facundo, Doña Amália Lucía Victoria Moreau.

Foi ela quem notou a colônia que vivia na casa e conhecia uma lenda local onde os morcegos simbolizam a sorte, a saúde e a unidade familiar. E além disso, era um símbolo fácil de entender e de lembrar, já que grande parte da população ainda era analfabeta em Cuba.

Depois de adotado o símbolo, o produto ficou rapidamente conhecido como o “Ron del Murciélago”.

Esperta essa Doña Amália, né? Já tinha um Q para o marketing e nem sabia…

Reza a lenda também que Don Facundo usou lágrimas de morcego na criação da fórmula da Bacardi, mas francamente…sem comentários! Haja morcego triste nesse mundo para conter a fabricação do run! Fala sério…

Atualmente a marca está sendo dirigida pela oitava geração da familia Bacardi, presente em 180 países e abocanhando 60% do mercado de run no mundo!

O rum é produzido nas Bahamas, Índia, México, Panamá, Trinidad e Porto Rico, além de ser engarrafado em fábricas na Austrália, Brasil, Canadá, Costa Rica, Alemanha, Nova Zelândia, Espanha, Suíça, Grã Bretanha e Estados Unidos e vende por ano 21 milhões de caixas de 9 litros, cerca de 240 milhões de garrafas!

Ai você me pergunta de novo: Ué! Não era fabricado em Cuba?

Sim, era fabricado em Cuba, até chegar o jovem advogado Fidel Castro em 1959 e assumir o poder do país e também confiscando a marca, que na época era avaliada em (pásmem) US$ 76 milhões e obrigando a família a se exilar nos EUA.

E não contente, Fidel tentou vender o rum, achando que a marca agora ela dele, mas a Bacardi ganhou todos os casos e processos nas cortes da Inglaterra, França, Israel e Japão, onde ele tentou vender o produto.

A Bacardi chegou até ser fabricada no Brasil, em 1961.

Hoje em dia, o rum não é mais vendido na ilha caribenha.

Com esse calor, deu até vontade de tomar uma Cuba Libre…ou um Mojito! rs

Site oficial: http://www.bacardi.com

%d blogueiros gostam disto: